A evolução do Cross Border e do rastreamento internacional

19/05/2021

A expansão da modalidade de e-commerce cross border também passa pela redução dos prazos de entrega. Saiba como é importante rastrear suas compras para evitar imprevistos.

cross border

 

 

A pandemia do coronavírus catapultou as vendas online em 2020, que cresceram 41% segundo o relatório Webshoppers da Ebit/Nielsen. Consequentemente, o comércio internacional percebeu que era preciso melhorar seus processos para se manter competitivo frente às soluções locais. Estamos falando do cross border: uma modalidade de comércio que ressignifica fronteiras.

 

A evolução do calendário do varejo, com novas datas sazonais que impulsionam as vendas, também impactou positivamente o e-commerce cross border. Para se ter uma ideia, o AliExpress teve receita de US$ 75 bilhões somente no Dia dos Solteiros, celebrado em 11 de novembro. 

 

Percebendo o crescente interesse e demanda brasileira para este tipo de comércio, o AliExpress e outros sites internacionais estão oferecendo atendimento em português nas suas plataformas. Além disso, eles também passam a formas de pagamento locais. Dessa forma, consumidores que não possuem cartão de crédito internacional também podem se tornar clientes.

 

Cross border: crescimento em todas as frentes

 

De acordo com o relatório Webshoppers 43, produzido pela Ebit/Nielsen em parceria com o Bexs, o cross border cresceu em receita 76% em 2020, em comparação com o ano anterior. O número de pedidos foi o grande responsável por esse salto: foram registrados 52% de pedidos a mais que em 2019. O ticket médio também aumentou, se tornando 15% mais alto. No total, o e-commerce cross border faturou R$22,7 bilhões. 

 

 

A B2W é uma das varejistas brasileiras que viu as vendas acelerarem por conta dessa modalidade de importação. A empresa opera com cross border desde março de 2019. Na época, Americanas Mundo tinha 410 mil itens em sua prateleira. Atualmente, são mais de 20 milhões de produtos e 200 sellers estrangeiros, principalmente da China. No ano passado, a empresa diminuiu pela metade o prazo de entrega de produtos vindos de 8 países ao fechar acordo com três transportadoras. A companhia contabilizou um crescimento de 200% nas vendas cross border, em comparação com 2019. O avanço do marketplace de produtos nacionais também cresceu, mas apenas 60%.

 

Considerada o maior cross border do mundo, a empresa chinesa AliExpress obteve em 2020 o melhor ano em receitas no Brasil. O crescimento de algumas categorias chegou a 130%. A mudança que pode explicar os índices animadores está na logística de entregas, um dos pontos mais críticos do processo de venda. A solução encontrada foi fretar quatro aviões semanalmente para acelerar o envio de produtos para o Brasil.

 

Rastreamento internacional: como acompanhar uma compra via cross border

 

Os Correios também já detectaram essa tendência e têm se mobilizado para atender à crescente demanda. A empresa implementou em seu app Correios Digital uma funcionalidade que permite efetuar o pagamento de impostos e outras taxas, assim como o despacho postal. 

 

O despacho postal é o valor pago aos Correios pela prestação dos serviços de suporte às atividades de tratamento aduaneiro. Ele cobre os custos do processo e da devolução da encomenda quando o destinatário não realiza o pagamento dos tributos. Como resultado do novo modelo de importação, todas as encomendas internacionais estão sujeitas à cobrança deste serviço.

A seguir, compartilhamos algumas dicas sobre rastreamento de encomendas internacionais:

 

Código do frete

 

É muito importante ter o código de envio e fazer o rastreamento com frequência no site dos Correios para verificar o status do pacote, a fim de não perder o prazo de pagamento do despacho postal e outros encargos. Caso este prazo seja perdido, o pacote será devolvido ao remetente. 

 

Quando você opta por frete grátis, que tem código iniciado pelas letras “R” ou “U”, o prazo pode ser de até 40 dias úteis. Na opção iniciada com “U”, as encomendas não têm rastreamento. Já o serviço prime oferece prazo de até 12 dias úteis após a chegada no país. Também há o Correios Packet, com prazo de até seis dias. Enquanto isso, guarde os recibos e informações do trajeto do produto encomendado.

 

Tarifa

 

Existe uma taxa única de despacho postal, com valor de R$ 15,00, mas sempre existe a chance de incidir imposto sobre a encomenda, que – em alguns casos – pode ser superior até ao valor do produto, conforme as regras aduaneiras.

 

Com quem falar se houver algum problema?

 

Embora não haja consenso sobre a questão, o Código de Proteção e Defesa do Consumidor aponta a responsabilidade para o site da compra, com solidariedade dos Correios. Estes, por sua vez, afirmam só ressarcir a taxa de despacho e os impostos referentes. 

 

O e-commerce cross border tem tudo para continuar crescendo. Em conclusão, agora você já sabe como acompanhar compras internacionais, e pode tirar melhor proveito dessa modalidade de e-commerce.

 

Fique ligado nos canais Bexs. Nossa equipe de especialistas pode ajudar sua empresa acompanhar – e aproveitar – as grandes tendências do mercado de e-commerce cross border.

 

 

Últimas notícias

Receba informações do mercado, de investimentos e insights sobre tecnologia digital integrando pagamentos e câmbio

Suas informações estão seguras conosco :)